13/02/2009

O cronista do Burgo

O cronista do Burgo da folha da paróquia produziu esta semana uma crónica que deve ficar nos anais da comunicação social do Burgo. Conseguiu descobrir nas "pérolas" das obras do Perfeito dois "defeitos". Nem quero pensar que foi "encomenda" para dar a entender que também critica e que não faz só propaganda eleitoral. Mas adiante.
Conseguiu descobrir que faltam bancos na "Praça da Rainha", coisa que nós já noticiámos em 6/OUT/2008 no artigo intitulado "Uma aventura no estaleiro I". Mas também conseguiu "ver" (ele afirma que alguém lhe disse) que os bancos no largo do hospital são para gigantes (para pessoas com mais de 1,9 metros). Nós publicamos em 20/NOV/2008 um artigo com o título "Os jardins de pedra", onde afirmamos que aqueles bancos são para extraterrestres. Resumindo: o nosso cronista anda atrasado ou então as ordens vieram tarde.
Entretanto, vai afirmando que o Perfeito ainda não se deve ter apercebido daquelas falhas, ou elas já tinham sido corrigidas. Será que ele acredita que o Perfeito não controla tudo dentro daquela câmara? Lá, ninguém faz nada sem ele mandar.
Mas, seja como for, o nosso cronista está a "melhorar" significativamente. O facto de admitir dois "defeitos" de uma só vez, transforma o Perfeito em "Imperfeito" e o cronista do Burgo ainda acaba a defender que o (Im)Perfeito, afinal de contas, andou a esbanjar dinheiro e transformou a cidade numa coisa irreconhecível, fria e sem alma.

1 comentário:

Zé Enganado disse...

Em cheio amigo Paco.Já tinha dado por isso.Que me lembre nunca tal tinha acontecido.Estou convencido que é premeditado. Apenas para disfaçar.Alguém que sabe,disse-me que é visita assídua e de horas. Tudo é preparado com o Mourão Pensava eu que J.C. era jornalista do jornal.O mesmo amigo disse-me que ele é sócio de uma empresa ligada ao ramo e a eventos.
Se for verdade ainda é mais grave.Pelo que conheço,penso que viola deveres do jornalísmo.Para mim, pelo menos não o honra.Pode ser que se emende.Não acredito, mas...Certo, que o principal responsável é o próprio jornal. Quem cala, consente.Olhe,ainda bem que há blogs como o seu.Parabéns e força. Zé Enganado