19/03/2009

Obras que não foram feitas

Não vou falar sobre os postos de trabalho não criados, nem sobre as "pérolas" das obras do sr. Morão, ou até sobre a política cultural que não existe na câmara municipal de Castelo Branco.
Vou falar das obras urgentes que deviam ter sido feitas, mas não foram. E porque não foram feitas?
A imagem é de um bairro desta cidade de Castelo Branco, que existe há muitas dezenas de anos, mas que não se vê. Tal como disse uma senhora que estava à porta de casa e perante a pergunta - porque é que o bairro não estava arranjado? - respondeu: - Sabe, aqui não passa ninguém.
Claro, ali não passa ninguém e os responsáveis autárquicos estão mais interessados em fazer obras que dêem nas vistas, a maior parte das vezes, esbanjando dinheiro, mas onde passa muita gente.
Todos eles ainda não descobriram que uma cidade moderna, uma cidade para o futuro tem de oferecer a todos os seus habitantes condições DIGNAS de habitabilidade: água, esgotos , energia, ruas, jardins, equipamentos urbanos,... Não é o que se vê nas imagens.
Em pleno século XXI não é aceitável que pessoas vivam nestas condições. As obras não podem ser feitas a pensar em eleições. A qualidade de uma gestão mede-se pela resolução de problemas urgentes que sirvam as pessoas e melhorem as suas condições de vida.
Há mais situações destas espalhadas por esta cidade, mas também pelas freguesias do concelho. Voltaremos a este assunto.

1 comentário:

Viriato disse...

Afinal existe uma outra cidade!
O azar de quem lá habita é que essa cidade está "escondida"
e os votos são poucos.
Embora escondida,os responsáveis sabem que ela existe.
Mas a "casa" para o automóvel está primeiro que as pessoas e os floreados dão mais nas vistas e mais votos.
Até quando?
Compreendo a sua intenção.
Viriato